Esclarecimento...

girls



Olá mirrors!
Eu já queria ter escrito acerca disto, mas não sei porquê nunca surgiu a oportunidade.
Mais vale tarde do que nunca.
Para quem já me segue aqui no blog sabe que eu gostava de seguir comunicação social, mais propriamente a rádio. Mas como sabemos a comunicação social abrange outras vertentes nomeadamente a escrita.
Eu comecei um blog porque gosto de escrever e porque eu sei que muitas vezes nas faculdades existem concursos que envolvem blogues e aqui tenho um. Para além de talvez um dia possa surgir alguma oportunidade.
Com este paleio todo, o que eu quero dizer é que o meu pai tem um amigo jornalista e conseguiu que este lê-se o meu blog. 
O que ele disse foi que eu escrevia bem mas que achava que o meu blog era para os meus amigos.
Quando eu ouvi a ultima parte fiquei um bocado chocada. Eu sei que às vezes os meus textos são demasiado pessoais. Não são ainda mais porque existem pessoas conhecidas a lerem o blog e não quero que saibam das coisas,como é óbvio. 
Resumidamente, o que eu quero dizer é que o meu blog não é apenas para as pessoas que considero amigas. É para toda a gente que goste de ler e que se identifique com as minhas opiniões. Não posso esquecer me de dizer que também são para as pessoas que sentem ou vivem as mesmas perguntas que eu vivo diariamente, os mesmos problemas devido à sua personalidade.
Dizem que ser normal é chato. Talvez. Mas devido à minha personalidade não consigo fazer certas coisas porque não sou normal. Parece que antes de eu fazer algo que envolva outra pessoa, parece que essa pessoa é que se tem que chegar primeiro. Porque ao contrario fica mais difícil. Se é falta de iniciativa? Talvez sim. Talvez não. Só quem sente é que sabe. São cenas estúpidas como esta e como muitas outras que tornam a minha cabeça um pouco especial e um problema para mim. São este tipo de coisas que eu quero transmitir aqui no blog e que quero que as pessoas não se sintam tão mal por não serem tão normais ou o que for.
Hoje foi isto.
*Beijinhos da Invisível*

Mensagens populares