segunda-feira, 9 de julho de 2018

O que é amar?

Amar é a coisa mais complicada, mais bonita e que nos faz mais de parvos.
Quando amamos alguem conseguimos fazer as maiores barbaridades pela cara metade. E não só pela cara metade. Isto aplica se a todo o tipo de amar que existe. Amor de mãe, de irmãos, namorados, marido e mulher, amizades, animais....
Neste texto vou falar concretamente do amar num casal. Seja este casado ou não.
Quando estás apaixonada/o o que fazes pela pessoa que tens ao teu lado?
Se fores como eu fazes tudo... até em demasia. Às vezes exageras mesmo.
Amar é lutar, correr atras, não desistir, partilhar, amizade, respeito, confiaça, sorrisos,tristezas, bons momentos, maus momentos,carinhos, beijos, abraços... tanta coisa na verdade...
Este sentimento que é tão bonito também pode ser o nosso pior pesadelo. Porquê? Porque podemos fazer coisas que não fazem parte de nós ou mesmo em situações que não queremos ver simplesmente a verdade. Because we are in love...
Acho que amar é sobretudo ter a consciencia, que se aquela pessoa numa dada situação estivesse entre a vida e a morte, eu seria capaz de dar a minha.
Davas a vida pela pessoa que tens ao teu lado?
A palavra amo te é demasiado banalizada nos dias de hoje. As pessoas dizem isso gratuitamente só mesmo porque sim. Fica bem dizer. Porém, será verdade?
É complicado falar deste assunto porque abrange muita coisa que se pode falar... Po outra via, nunca ninguém vai falar de tudo porque é algo complicado de ser expressado.
Amor é sinônimo de atitudes não de palavras. As palavras também são necessarias, mas se formos a ver... somos mais iludidos pelas palavras ou atitudes? Aí está a resposta.
Este sentimento é algo que surge tão genuinamente dentro de nós que não devemos deixar que este seja mal interpretado.
Contudo, devemos ter sempre amor próprio por nós mesmos e ver limites. Dito isto amor próprio não significa orgulho. É importante realçar.
Hoje foi isto.
*Beijinhos da Invisivel*
Subscreve o blog.

Ninguém é perfeito. Nem eu.  Mas podemos melhorar, por quem amamos ou não?  Sinto-me num beco sem saída alguma.  Não sei o que pens...